Álcool definitivamente é fator de risco para desenvolver câncer

Álcool definitivamente é fator de risco para desenvolver câncer

O consumo de álcool foi formalmente declarado como fator de risco para múltiplas neoplasias malignas, segundo a Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO).

Mesmo o consumo modesto pode aumentar o risco de câncer, apesar dos maiores riscos serem observados com o uso pesado e a longo prazo. Portanto, limitar a ingestão de álcool é um meio de prevenir, de modo geral, o risco de desenvolver câncer.

Nitidamente é um assunto que deve ser mais difundido, principalmente em um país como o Brasil, onde 8,9 milhões de pessoas com mais de 18 anos têm o hábito de ingerir de uma a duas doses de álcool por dia.

Como se comporta o álcool no organismo?

O primeiro órgão a ser afetado é o cérebro. O consumo de álcool inibe a ação de neurotransmissores – no caso, o ácido neurotransmissor chamado gama-aminobutírico.

Esse neurotransmissor é responsável pela capacidade de haver consciência, pensamento e raciocínio. Quando o hábito de beber é de longo prazo, a inibição do neurotransmissor pode levar à perda de memória.

Sabe-se que os rins filtram as substâncias do corpo e retira impurezas. Com o consumo de álcool elevado no organismo, o funcionamento dos rins é sobrecarregado. Além disso, as funções do órgão ficam comprometidas.

As enzimas do fígado também são comprometidas com o consumo de álcool. O trabalho de metabolizar as substâncias é alterado, tornando-se mais lento.

Todo o esforço do fígado com o álcool pode desenvolver-se para uma hepatite alcoólica ou até mesmo cirrose.

Se quiser aprofundar seu conhecimento no assunto, leia também “Qual o efeito do álcool no organismo?”

As pessoas não entendem a importância da conscientização

Para a Sociedade Americana de Oncologia Clínica, normalmente não é associado o fato de consumir álcool com o risco de câncer. Contudo, o pensamento deveria ser o contrário, visto que essa ligação já é firmemente estabelecida.

Na declaração dos pesquisadores, a Asco observou que o consumo está diretamente associado a diversos tipos de câncer. Podemos citar o câncer de orofaringe e laringe, esôfago, carcinoma hepatocelular, câncer de mama e de cólon, pancreático e gástrico.

No total, estima-se que 5% a 6% dos novos cânceres e mortes por câncer no mundo são diretamente atribuíveis ao álcool.

Você pode encontrar a pesquisa completa aqui neste link.

 

Seus hábitos determinam a sua saúde

 

Deixo a você a decisão de ler, de pesquisar, de tirar sua própria conclusão e aplicar os ensinamentos que aqui apresento, caso seja sua vontade.

Para aqueles que desejam genuinamente buscar uma vida LONGE de doenças evitáveis, se protegendo e gozando de plenas capacidades físicas e mentais, tenho um convite:

Acesse o site abaixo e assista ao meu vídeo no qual explico o que me fez mudar minha visão sobre a medicina e a saúde, e transformar minha vida completamente.

Assistir ao vídeo  

 

Até a próxima!

 

Victor Sorrentino 

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.