Como manter uma alimentação para melhorar a imunidade?

Como manter uma alimentação para melhorar a imunidade?

Manter uma alimentação para melhorar a imunidade é essencial nos dias atuais.

Em meio à pandemia da Covid-19, muitas pessoas estão preocupadas com o seu sistema imunológico. Antes de iniciar esse assunto, eu preciso deixar claro que não existe receita para impedir o contágio pelo coronavírus. Qualquer pessoa, de qualquer faixa etária ou estado de saúde, está suscetível a ser contaminada.

Falar de imunidade nesse contexto está relacionado à reação do organismo quando invadido por agentes externos.

O coronavírus é o mais temido, afinal, o ser humano não desenvolveu imunidade contra esse tipo de vírus. Mas, a realidade é que é preciso preparar o corpo para se proteger de maneira geral contra qualquer tipo de doença, virose ou infecção.

O verdadeiro mal do coronavírus é a sobrecarga às estruturas de saúde. Esse é mais um motivo para o qual todo brasileiro precisa cuidar da sua imunidade. Além de aumentar as suas chances de responder melhor ao coronavírus, também diminui a probabilidade de sofrer com outras infecções e viroses.

Por isso, separei algumas dicas de alimentação para melhorar a imunidade. Continue até o final do artigo.

A alimentação saudável é essencial

Imagine o seu sistema imunológico como um verdadeiro exército…

Quando você se alimenta bem, dá as armas necessárias para esse exército proteger o seu maior patrimônio: a sua saúde. Isso significa que vírus e bactérias invasores serão expulsas com maior eficiência.

Mas, se a sua alimentação é inflamatória e enfraquece esse exército, com certeza as células dos órgãos e tecidos ficam muito mais vulneráveis.

A alimentação não muda a imunidade de um dia para o outro. No entanto, se você precisava cultivar novos hábitos alimentares, este pode ser o melhor momento.

Leia também: Principais fatores de envelhecimento não são genéticos, aponta estudo

Ovos

O alimento mais completo para o ser humano, perdendo apenas para o leite materno, é também a maior fonte natural de proteína. Rico em vitaminas, ele oferece relevantes quantidades de vitaminas A, D, K, B2, B5 e B12.  Rico em minerais, especialmente potássio, fósforo, ferro e selênio.

Todos esses elementos combinados podem dar uma grande contribuição para a formação da imunidade.

Probióticos

Alimentos como kefir, kombucha, picles e chucrute enriquecem a microbiota intestinal e, por consequência, fortalecem a imunidade.

Isso porque melhoram a permeabilidade do intestino, protegem as células do sistema imunológico e reduzem a inflamação. Quem consome probióticos com regularidade pode contar com um exército forte contra infecções e viroses.

Anti-inflamatórios naturais

Para garantir que os germes que possam atacar o sistema imune não cheguem à corrente sanguínea, alimentos ricos em anti-inflamatórios são uma boa opção. Alimentos como açafrão da terra, gengibre, peixes gordurosos e chá verde auxiliam o intestino em seu processo de reparação.

Dessa forma, eles auxiliam o sistema imunológico a descansar, pois protegem os leucócitos dos radicais livres. 

Brócolis

Um forte aliado do sistema imunológico, combina em si nutrientes como betacaroteno, zinco e selênio. Também oferece potássio e magnésio, famosos por controlar a pressão arterial. Seu consumo também garante o controle da insulina no sangue, pois contém muita fibra e pouco açúcar.

A alimentação para melhorar a imunidade deve ser acompanhada do consumo regular de água. Além disso, é importante dormir bem e praticar atividades físicas com frequência.

Espero que as informações deste artigo te ajudem a passar pelo período de isolamento e cuidados com a saúde da melhor forma possível.

O Curso Segredos Para uma Vida Longa está com um valor especial de lançamento durante esse tempo de quarentena. Para cuidar da saúde enquanto fica em casa, acesse: Curso Segredos Para Uma Vida Longa

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.