Para as mulheres, a palavra hormônio remete a sentimentos variados. As jovens estão em busca da pílula perfeita, e as mais vividas estão preocupadas com a menopausa. Apresento hoje uma breve reflexão sobre a revolução do equilíbrio hormonal feminino.

A importância dos hormônios

Atualmente as mulheres estão muito preocupadas com seu metabolismo hormonal individual. Existem inúmeras dúvidas e comparações no momento em que algumas conseguem melhores desempenhos para esculpir os corpos na academia.

Os hormônios são o alicerce para uma gama imensa de funções endógenas. Saber otimizá-los faz uma diferença enorme na vida de qualquer indivíduo.

Depois de muitos médicos receitarem anticoncepcionais indiscriminadamente, muita coisa mudou. Os processos hormonais no corpo das mulheres que ingerem as pílulas não estão mais acontecendo de forma natural. Os anticoncepcionais impedem a ovulação, portanto impedem a produção da progesterona e é aí que começa o problema.

Quer entender tudo sobre os anticoncepcionais? Baixe o meu e-book clicando aqui!

 

A importância da progesterona

O impedimento da progesterona foi subestimado pela ciência, ninguém se preocupou com o que aconteceria com a falta de progesterona. Pois saibam que a progesterona é aquele hormônio que se eleva durante a gravidez e confere toda aquela beleza ímpar a mulher grávida.

Ou seja, é lógico que ele é importante, e não apenas por causa disso! Hoje sabemos de todos os riscos da falta de progesterona pelo uso dos anticoncepcionais e existem maneiras de compensar. A melhor maneira é suplementar a Progesterona Base através de gel transdérmico de alta absorção com nanopartículas.

A progesterona bioidêntica tem as seguintes propriedades biológicas:

  • Protege contra o câncer de mama e útero
  • Protege contra a mama fibrocística
  • Ajuda a restaurar a libido normal
  • Auxilia o organismo a normalizar as taxas de açúcar
  • Auxilia no tratamento da osteoporose
  • Age como um antidepressivo natural, atuando contra a ansiedade e irritabilidade
  • Facilita a ação dos hormônios tireoidianos
  • Auxilia na perda de peso
  • Melhora os sintomas pré-menstruais

É importante saber que mulheres na menopausa e mulheres que usam anticoncepcional, não tem a produção de progesterona normal, e isso acaba privando elas de todos esses benefícios.

 

O que fazer então?

Toda mulher deveria ser avaliada individualmente para atingir seu equilíbrio hormonal. Quanto ao fato de que muitas mulheres apresentam maior facilidade para esculpir seus corpos através de exercícios, existe explicação. Esta facilidade vem dos ótimos níveis de hormônios, da tireoide e testosterona.

Quem tem bons níveis destes dois hormônios terá maior facilidade em alcançar saúde, emagrecer, queimar gordura e tonificar os músculos.

Muita gente pensa que a testosterona só é importante para os homens, o que é um engano, é importante pra mulheres também! Quer saber mais sobre testosterona? Confere o artigo onde conto tudo sobre a Importância da Testosterona aqui!

 

Desprendendo da genética

A verdade é que ninguém deve ficar preso à genética! Caso seus níveis sejam baixos, tem jeito! Uma terapia de otimização hormonal através da nutrigenética e o equilíbrio hormonal bioidêntico podem trazer benefícios à mulher. A terapia devolve todos os benefícios que ela tem direito de obter da sua natureza hormonal.

Ninguém precisa ser refém da sua genética, e isso é o mínimo que podemos esperar da evolução da medicina.

Na cirurgia plástica há muitos anos já se tornou absolutamente aceitável e normal otimizar o corpo através de procedimentos cirúrgicos, certo? Portanto existe também aqui uma vontade e uma esperança de que essa consciência se estenda. Espero que num futuro próximo todos entendam que existe sim a possibilidade de otimizar o metabolismo através do equilíbrio hormonal!

Sobre a menopausa

A cada 4 mulheres, 3 experimentam sintomas desagradáveis no climatério.

As ondas de calor, rubor, sudorese, palpitações e ansiedade duram entre um e cinco minutos e podem repetir-se várias vezes ao dia. A queda dos níveis dos hormônios sexuais traz alterações como:

  • Incontinência urinária e ardência à micção
  • Facilidade para adquirir infecções urinárias e corrimentos
  • Músculos da região enfraquecem
  • Pelos pubianos ficam mais ralos
  • Grandes lábios mais finos, mucosa vaginal perde elasticidade e pode até sangrar e doer na penetração
  • Diminui a resposta ao estímulo clitoriano, falta de lubrificação, redução da libido
  • Pele e unhas mais fracas e secas
  • O colágeno começa a ser perdido numa velocidade de 2% ao ano durante os primeiros dez anos de menopausa

As células das glândulas mamárias se hipotrofiam com a falta de Estrogênio e Progesterona. Os espaços são preenchidos por tecido gorduroso. A cada ano que passa, 1 a 4% da massa óssea se reduz.

Existe uma tendência a quadros depressivos, dificuldade de memória, flutuações de humor, melancolia, crises de choro e muitas outras coisas assustadoras que acontecem apenas pela diminuição de alguns hormônios.

Você sabia que a musculação é a melhor amiga da menopausa? Leia o meu artigo sobre isso!

A reposição com hormônios sintéticos não-bioidênticos (remédios de hormônios)

A decisão mais complexa das mulheres na menopausa é usar ou não a terapia de reposição hormonal com hormônios sintéticos não-bioidênticos.

Grandes pesquisas foram feitas no campo da terapia hormonal tradicional com remédios de hormônios. E os resultados não foram bons. Estas pesquisas mostraram um aumento significativo no risco de câncer de mama, infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral e tromboembolismo venoso.

É óbvio que qualquer médico em sã consciência ficaria no mínimo receoso em prescrever tais drogas para suas pacientes depois disso. É por esse motivo que existe tanto medo em falar sobre hormônios até hoje!

Perceba que o problema real é que a maioria dos médicos ainda pensa que remédios são iguais aos hormônios. Pois não são! Não são iguais e nem entram no corpo como deveriam.

A reposição com hormônios bioidênticos

Veja bem, se os hormônios do próprio corpo fossem prejudiciais, as meninas de 20 anos no seu ápice hormonal teriam todos aqueles problemas de saúde citados anteriormente. Mas, preste atenção, estes problemas acontecem justamente na fase onde a mulher se encontra carente de hormônios.

Existe uma diferença estrutural bem pontual entre a fórmula da Progesterona natural e das que são vendidas como progesterona.

Na verdade a segunda é a Medroxi-Progesterona. Quando se acrescenta esse radical tudo muda pois vira algo estranho para o corpo, algo que não pertence a ele, ou seja, diferente do natural.

Gostaria de concluir afirmando mais uma vez que a terapia de equilíbrio hormonal isomolecular ou bioidêntica é um meio natural. Quando realizada por especialistas seguindo todos os critérios e protocolos, é extremamente segura e eficaz.

É possível equilibrar e otimizar metabolicamente os níveis hormonais ideais para cada pessoa.

O que não é aceitável é dar anticoncepcionais orais para meninas de 14 anos com absoluta naturalidade. Estes não passam de hormônios sintéticos que vão alterar toda a cascata hormonal sexual desta criança.

Mas, se esse absurdo já está sendo feito e aceito como normal, porque não reequilibrar a situação com hormônios feitos exatamente com a mesma estrutura bioquímica molecular dos hormônios do corpo? Fica uma questão para sua reflexão.

 

Victor Sorrentino