O Outubro Rosa chegou! Outubro é o mês destinado às ações voltadas a consciência e prevenção do câncer de mama. Este é um artigo especial para falar sobre como podemos prevenir de verdade o câncer de mama.

 

O Câncer de mama

É o tipo de câncer que mais acomete as mulheres no mundo. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) mostram que em 2013 o câncer de mama fez 14.388 vítimas no Brasil. Destas, 181 homens e 14.206 mulheres. Conforme o Instituto cerca de 28% novos casos são registrados por ano.

O câncer de mama, raramente atinge os homens sendo um total de 1%. Em 2016, foram registrados pelo Inca 57.960 casos de câncer de mama, o que é uma estatística extremamente preocupante.

Os estudos demonstram que a incidência cresce de maneira exponencial a partir dos 50 anos. É considerado raro em pessoas com menos de 35 anos de idade. Há vários tipos de câncer de mama, alguns evoluem de forma rápida outros mais lentamente.

 

A dificuldade de prevenir efetivamente

A prevenção do câncer de mama não é totalmente possível em função da multiplicidade de fatores relacionados ao surgimento da doença. Também pelo fato de vários destes fatores não serem modificáveis.

De modo geral, a prevenção baseia-se no controle dos fatores de risco. Mas afinal o que deve ser feito para evitar o câncer de mama? Quais as prevenções indicadas para as mulheres?!

 

O que fazer para prevenir o câncer de mama

Diversos estudos científicos indicam que 70% a 90% dos casos de câncer, não somente os de mama têm relação com os hábitos de vida da população.

Infelizmente, a prevenção total não é possível pois são muitos os fatores relacionados ao surgimento do câncer de mama. O que proponho aqui são medidas que podem ajudar a prevenir, mas nada pode garantir 100% que uma pessoa não desenvolva a doença.

A prevenção eficaz de verdade é aquela feita através dos hábitos de vida, e também é a mais indicada neste caso.

Estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama.

Outros bons hábitos também ajudam, como o controle do peso, da obesidade, evitar o consumo de bebidas alcoólicas e o tabagismo. Estas são consideradas recomendações básicas para a prevenção do câncer de mama.

Amamentação é outro fator considerado protetor. Acredita-se que esta proteção está relacionada ao fato da redução dos ciclos menstruais da mulher, visto que enquanto ela amamenta, não menstrua.

Outro aliado é a terapia de reposição hormonal (TRH), que deve ser feita sob rigoroso controle médico e pelo mínimo de tempo, quando estritamente indicada.

Fica evidente que a prevenção vai um pouco mais além do que apenas fazer os exames de rotina. Não basta apenas as mulheres realizarem o autoexame, visto que ele serve com um detector precoce, pois isto seria já um diagnóstico.

O ideal é que a prevenção comece cedo, com hábitos de vida saudáveis, assim, no futuro existem chances menores de enfrentar diagnósticos de câncer.

Existem alguns atos preventivos que são extremamente indicados para ajudar a prevenir o câncer de mama, entre eles destaco os seguintes.

 

Vitamina D3

Um excelente fator de proteção e prevenção do câncer de mama, do mesmo modo também faz parte do tratamento do câncer de mama. A vitamina D3 pode ser encontrada em ostras, ovos, óleo de fígado de bacalhau, suco de laranja, atum, sardinha, bife de fígado, entre outros. A exposição solar diária de 15 a 20 minutos sem protetor solar é indicada para sintetizar a vitamina no corpo.

 

Indol 3 carbinol

É considerado um antioxidante potente e fundamental. Possui a capacidade de agir diretamente no processo de transformação dos diferentes tipos de estrogênios. Atua não somente na proteção do câncer de mama, mas também em todos os tumores estrogênio dependentes.

Você encontra o Indol 3 Carbinol em alimentos como nabo, couve-flor, couve, couve de Bruxelas, brócolis e repolho. Inclusive estudos já demonstraram que o Indol 3 Carbinol se mostrou mais efetivo do que uma medicação extremamente utilizada no pós-câncer.

 

Parabenos e Xenoestrógenos

Considerados os vilões, essas substâncias são absorvidas pelo corpo e se comportam como estruturas similares aos estrogênios dentro do corpo. Este processo acaba levando a um desequilíbrio que pode causar doenças como o câncer.

Essas substâncias estão presentes em inúmeros utensílios que fazem parte do nosso cotidiano. Tome cuidado com antitranspirantes e protetores solares comercias. Indico sempre manipular estes produtos.

Cuidado também ao ingerir bebidas quentes em copos e garrafas plásticas, pois esse hábito pode colocar em contato com estes elementos.

 

Iodo

O iodo é um mineral essencial à saúde. A deficiência de iodo causa desordens estruturais da mama que podem vir a causar um processo tumoral. Caso seja identificada a necessidade, faça uma suplementação de iodo. Em geral muitas pessoas sofrem de uma escassez bem expressiva desse mineral e poucas sabem disso.

 

Modulação hormonal bioidêntica

Estudos científicos já comprovaram que hormônios bioidênticos são efetivos na melhoria da qualidade de vida, longevidade e ainda previnem o câncer.

Para mais informações sobre como prevenir o câncer de mama, leia também O Câncer de Mama e a Prevenção.

 

Mude seu estilo de vida

Meu objetivo aqui foi mostrar que realizar os exames não é a única uma forma de prevenção. Simplesmente pois os exames são uma maneira precoce de detecção da doença. A prevenção efetiva do câncer advém dos nossos hábitos de vida, e essa prevenção depende de cada um.

É hora de repensar, você está se prevenindo verdadeiramente? Repense o seu estilo de vida e contribua para evitar o diagnóstico de doenças como o câncer.

Você mesma pode buscar a prevenção diariamente, mudando seus hábitos e seu estilo de vida.

Quer mudar seu estilo de vida e apostar em uma rotina mais saudável? Clique aqui para ler minhas dicas no artigo 22 Dicas Práticas para Melhorar a sua Qualidade de Vida.

 

 Victor Sorrentino