Anticoncepcional: hormônios e saúde da mulher

Anticoncepcional: hormônios e saúde da mulher

Você conhece a relação entre hormônios e saúde da mulher? O uso de contraceptivos hormonais têm um impacto enorme no metabolismo e no psicológico de quem usa.

A mulher que não consome nenhum tipo de anticoncepcional hormonal mantém suas variações hormonais durante o ciclo menstrual. No entanto, a grande maioria das mulheres usa algum método hormonal para evitar a gravidez desde a adolescência.

Seja a pílula, os anéis vaginais, o Dispositivo Intra-uterino (DIU) com hormônios… Todos eles métodos mexem com a produção hormonal natural do organismo feminino.

Quer entender a relação entre anticoncepcional, hormônios e saúde da mulher? Continue até o final deste artigo.

Como age o anticoncepcional?

Para evitar a gravidez, o anticoncepcional desencadeia no corpo um processo hormonal que impede a ovulação. Sem ovular, é claro que a mulher não tem nenhuma chance de engravidar.

O organismo só chega a esse ponto de não produzir novos óvulos porque a entrada de hormônios via anticoncepcional evita esses desníveis. Então, como funciona esse processo?

Poucos sabem como age o anticoncepcional no organismo feminino. Toda a produção hormonal tem origem no cérebro em um sistema de retroalimentação ou feedback.

O  cérebro envia sinais – por meio de hormônios – para que os ovários produzam os hormônios responsáveis pela ovulação. É assim que os óvulos são produzidos.

Quando a mulher usa algum contraceptivo, os ovários simplesmente enviam para o cérebro a mensagem de que não é necessário continuar a produção de hormônios para acontecer a ovulação.

É assim que o cérebro segue modulando os hormônios. Esse sistema de retroalimentação positiva tem a exata sequência de enviar sinais e produzir, o qual é interrompido pelo anticoncepcional. Afinal, o cérebro entende que não é necessário produzir mais hormônios.

Leia também: Síndrome dos ovários policísticos e anticoncepcional

A grande questão sobre o hormônio

Para cessar a ovulação, é preciso fornecer uma alta carga de hormônios para o organismo. Muito mais do que as funções orgânicas são capazes de produzir.

Devido a essa carga hormonal externa, a mulher passa por um processo muito semelhante à da menopausa. Praticamente uma menopausa clínica.

Esse é o momento em que preciso te convidar para uma reflexão. Será que é natural que a mulher, desde os primeiros anos da ovulação, usar remédios para evitar os processos orgânicos de seu corpo?

É evidente que os anticoncepcionais hormonais são indicados inclusive para “regular a menstruação” em meninas muito jovens. Não acredito que seja necessário, afinal, o corpo ainda está em transição de fase.

Infelizmente, quando essa mulher chega à idade adulta, seu organismo não aprendeu a produzir os hormônios de forma natural.

Hoje, precisamos questionar o uso dos contraceptivos. Há quem pense que não são medicamentos. Mas, sim, os anticoncepcionais são remédios ainda que não tenha uma doença para tratar.

O que ocorre é que a indústria farmacêutica trata esses remédios como um “simples anti”, ou seja, algo que não tem impactos na saúde e na qualidade de vida da mulher. Dessa forma, a paciente nem sempre se dá conta que está consumindo, de fato, um medicamento.

Sim, eu atendo mulheres que se dizem “contra uso indiscriminado de remédios” mas passam a vida utilizando o anticoncepcional com hormônios!

Sei que o objetivo é evitar a gravidez. No entanto, os outros métodos que não usam hormônios são praticamente inexplorados.

A busca pela informação é o primeiro passo para sair desse ciclo. Se você está em meu blog e acompanha meus conteúdos, já está à frente de muitos profissionais e de muitas pessoas que ainda acreditam que anticoncepcionais, hormônios e saúde da mulher não estão relacionados.

Para quem deseja saber mais sobre o assunto, escrevi um e-book que está disponível gratuitamente. Baixe agora: Anticoncepcional: doses diárias de veneno

Convido também a assistir ao vídeo abaixo e se inscrever em meu canal do Youtube.

Para saber:

Como envelhecer sem engordar, sem adoecer e sem perder a memória
Como emagrecer com saúde e manter-se magro definitivamente
Como mudar hábitos que são tóxicos a sua saúde
Como acordar todos os dias com energia e disposição
Como se livrar de remédios que mais intoxicam do que curam
Como manter a libido em todas as idades

Conheça o meu curso on-line com mais de 80 aulas, 3 cursos bônus e
um grupo com LIVES exclusivas para alunos no Facebook!

SEGREDOS PARA UMA VIDA LONGA
Acesse mais informações no site do curso:

Curso Segredos Para Uma Vida Longa.

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.