Jejum intermitente e redução da hipertensão: o que os estudos apontam?

Jejum intermitente e redução da hipertensão: o que os estudos apontam?

A relação entre jejum intermitente e redução da hipertensão tem sido alvo de estudos científicos.

Hoje, 1 em cada 4 adultos brasileiros sofrem com a doença, um total de 36 milhões de pessoas, de acordo com a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo.

Entre os idosos, esse número é ainda mais expressivo, pois a hipertensão atinge 60% dessa população.

Em média, a estimativa é que 200 mil mortes por ano estejam ligadas de forma direta ou indireta à hipertensão.

Dessa forma, diversos estudos têm buscado tratamentos alternativos para que mais pessoas possam melhorar a sua saúde e qualidade de vida, controlando essa pressão arterial e reduzindo os riscos cardíacos.

Afinal, quando não é tratado, o quadro hipertensivo pode evoluir a manifestações mais severas como o AVC, infarto, insuficiência cardíaca e doença arterial periférica.

O que diz o estudo?

O estudo observou 164 pacientes hipertensos com pressão arterial média em 140/90 mm . Para participarem do experimento, passaram por um período de 3 dias consumindo apenas vegetais.

Depois disso, seguiram em jejum médico supervisionado por 11 dias consumindo apenas água e, em determinados dias alternados, uma dieta vegana com baixo teor de gordura e sódio.

Desses, quase 90% dos indivíduos reduziram pressão arterial para abaixo de 140/90 mm Hg ao final do programa.

A redução média da pressão arterial foi de 37/13 mm Hg. O que mais chamou a atenção foi que os pacientes com a hipertensão mais grave contaram com a maior redução.

 com a maior redução sendo observada para indivíduos com hipertensão mais grave. Todos os indivíduos que faziam uso de medicação anti-hipertensiva na entrada (6,3% do total) interromperam com sucesso o uso da medicação.

Assim, o jejum supervisionado foi apontado pelos autores da pesquisa como um meio seguro e eficaz de normalizar a pressão arterial, o que pode motivar as mudanças no estilo de vida dos pacientes.

Quais hábitos ajudam a evitar a hipertensão?

Exatamente por não ter cura, a pressão alta pode e deve ser controlada.

Muito além de evitar sal na comida, conforme já expliquei neste artigo, existem outros fatores que devem ser considerados para controlar ou evitar a hipertensão:

  • Prática regular de atividade física;
  • Evitar alimentos industrializados;
  • Ficar longe de cigarro;
  • Evitar ingerir bebidas alcoólicas;
  • Controlar o estresse;
  • Seguir com o tratamento do médico, caso esteja fazendo.

Espero que este artigo seja útil em relação ao jejum intermitente e o controle da hipertensão.

Para saber mais, assista à minha aula gratuita 

Eu e meu colega, o dr. Túlio Sperb, gravamos uma aula 100% gratuita sobre suplementos e fitonutrientes para a saúde do coração.

Nessa aula, você vai compreender mais sobre o que pode fazer hoje para proteger a sua saúde cardiovascular. Para assistir, basta clicar no botão abaixo:

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.