O que são PANCs e quais seus benefícios à saúde?

O que são PANCs e quais seus benefícios à saúde?

Você já ouviu falar sobre o que são PANCs?

As plantas alimentícias não-convencionais contam com enorme potencial nutritivo e o melhor: costumam ser saborosas e fáceis de incluir na alimentação diária.

Mas, o que diferencia uma PANC de uma folha de espinafre ou rúcula?

Apenas o fato de que ainda não é comercializada nas feiras como uma salada ou um ingrediente que faça parte do nosso cotidiano.

No entanto, aos poucos, esforços contínuos de médicos e pessoas ligadas à ciência tendem a popularizar as PANCs, introduzindo no dia a dia das pessoas e mostrando a sua eficácia.

Leia até o final, pois preparei uma explicação sucinta sobre as PANCS e também um material especial.

Os diferenciais das PANCs

Acredito que a natureza abençoou a todos nós com tamanha quantidade e variedade de plantas que só trazem benefícios à saúde e podem perfeitamente compor a nossa alimentação.

As PANCs são comumente confundidas com ervas daninhas, afinal, crescem sem que sejam cultivadas. No entanto, exatamente por serem nativas é que aproveitam melhor os nutrientes do solo e, assim, também são mais interessantes à nossa saúde.

Diversos estudos científicos demonstram que as PANCs são ricas em fibras, antioxidantes e proteínas. Inclusive, com concentrações desses nutrientes muito superiores às verduras que estamos acostumados a consumir.

Em especial no Brasil, onde temos diversidade de flora do Oiapoque ao Chuí, podemos nos beneficiar ainda mais dessas PANCs.

Assim, diferentes espécies podem crescer e se proliferar por todos os cantos do país.

De acordo com dados da ONU, apenas 30 espécies de plantas atendem a 95% da demanda humana por alimentação. Isso em um universo de mais de 30 mil espécies.

Quando consumimos sempre os mesmos alimentos, caindo na monotonia alimentar, deixamos de absorver variedade de nutrientes essenciais à nossa saúde.

É importante, ainda, salientar que as PANCs, por serem nativas, são livres de agrotóxicos e mais: auxiliam a recuperar os nutrientes do solo.

No entanto, é preciso ter informação adequada sobre as PANCs, a fim de evitar confusões e evitar o problema que é o consumo de ervas tóxicas.

Quais as principais PANCs?

Sei que o Brasil é um país vasto e uma diversidade dessas plantas podem ser encontradas.

Porém, algumas contam com o consumo mais expressivo em determinadas regiões que em outras por mero desconhecimento.

Um exemplo é a ora pro nobis. Muito comum na culinária mineira, enquanto no Paraná foi preciso um esforço de conscientização sobre os seus benefícios porque a população utilizava apenas como cerca viva.

Tudo isso por mero desconhecimento sobre as propriedades dessa riquíssima fonte de proteínas.

Também existem as partes das plantas que não são consumidas. Talos, folhas e cascas que contam com alto teor de nutrientes, muitas vezes, são colocados fora, como é o caso do coração da bananeira ou a casca das batatas.

Abaixo, seguem algumas das principais PANCs:

Ora pro nobis

A ora-pro-nobis é tão acessível que é comumente chamada de “carne de pobre”, afinal, é rica em proteínas e aminoácidos. 

De acordo com estudos realizados pela Universidade Federal de Lavras, Minas Gerais, a Ora-pronóbis poderia ajudar a prevenir um rol de condições incluindo: diabetes, câncer de cólon, varizes, tumores intestinais e hemorróidas.

Normalmente, é recomendada em dietas veganas e vegetarianas, mas todos podem se beneficiar de suas propriedades.

Folha de abóbora

Rica em cálcio, ferro, vitamina B6 e muitos outros nutrientes, a folha de abóbora pode ser consumida assim como uma verdura. Seu sabor assemelha-se a um mix de folhas verdes, no entanto, sei que poucos lugares consomem dessa maneira.

A folha de abóbora contribui imensamente para atenuar os efeitos da TPM, fortalecer ossos e dentes e melhorar o aspecto da pele.

Moringa

A planta moringa traz consigo, sozinha, 92 nutrientes diferentes.

Organizações mundiais como ONU, OMS e Unicef recomendam o seu cultivo e consumo por populações de todo o planeta. Afinal, além do fácil cultivo e baixo custo, também é altamente nutritiva.

Todos esses fatores podem fazer que a moringa auxilie a combater os efeitos da desnutrição em regiões do globo onde a fome é uma realidade constante.

Que tal incluir as PANCs na alimentação?

Espero ter esclarecido sobre o que são PANCs e quais os seus benefícios à saúde.

Para saber mais sobre essas e outras plantas alimentícias não convencionais, quero te oferecer de presente o meu livro digital 100% gratuito.

Nele, eu aprofundo as questões nutricionais das PANCs e ensino a introduzir algumas opções mais comuns na sua alimentação.

Para baixar e começar a ler agora mesmo, basta clicar no botão abaixo:

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.