Qual é a relação entre hipotireoidismo e ganho de peso?

Qual é a relação entre hipotireoidismo e ganho de peso?

Hipotireoidismo e ganho de peso são ligações feitas há tempos. Mas você sabe exatamente porque uma baixa função tireoidiana afeta diretamente no seu peso?

Na verdade, o ganho de peso é um dos sintomas mais comuns de hipotireoidismo — e é o que leva muitas pessoas ao diagnóstico de doenças da tireoide.

Hipotireoidismo pode se desenvolver por uma série de razões diferentes, sendo a mais comum um ataque autoimune à glândula tireóide, chamada de tireoidite de Hashimoto . 

Além disso, o hipotireoidismo também pode ser o resultado de tomar um medicamento como lítio, genética ou um problema subjacente da glândula pituitária.

Compreender o “porquê” por trás de um diagnóstico de hipotireoidismo é fundamental para avançar com um plano de tratamento adequado. 

O que é a tireoidite de Hashimoto?

A tireoidite de Hashimoto é a principal causa de hipotireoidismo. Nela, os anticorpos reagem contra as proteínas da glândula tireóide, causando a destruição gradual da própria glândula.

Isso a torna incapaz de produzir os hormônios tireoidianos de que seu corpo necessita.

A tireoidite de Hashimoto é mais comum em mulheres e, embora possa ocorrer em qualquer idade, é mais comum à medida que as pessoas envelhecem. 

Para as mulheres, a síndrome de Hashimoto geralmente se desenvolve durante a gravidez, após o parto ou na época da menopausa.

Qual a conexão entre hipotireoidismo e ganho de peso?

O hipotireoidismo tem sido associado ao ganho de peso (e hipertireoidismo com perda de peso). Mas a causa bioquímica exata dessa ligação não está completamente clara. 

Dito isso, existem vários mecanismos que podem explicar a conexão em casos de baixa função tireoidiana.

Os dois hormônios tireoidianos mais ativos, tiroxina (T4) e triiodotironina (T3), circulam no corpo e afetam seu metabolismo por meio de sua interação com: 

  • Células de gordura
  • Músculo
  • Fígado
  • Pâncreas
  • Hipotálamo

Os hormônios tireoidianos normalmente ajudam o corpo a quebrar a gordura e ajudam o fígado e o pâncreas a metabolizar as calorias armazenadas para serem usadas como energia. 

Esses hormônios também ajudam os músculos de todo o corpo, pois usam a energia. E quando há uma quantidade adequada de hormônios tireoidianos circulando no corpo, o hipotálamo — que é um regulador do hormônio tireoidiano no cérebro — diminui a quantidade de secreção do hormônio regulador da tireotrofina (TRF).

Todas essas ações podem ser interrompidas quando você diminui os hormônios da tireoide ou diminui a função da tireoide. Por exemplo, junto com os sintomas de baixa energia, o corpo também retém calorias, armazenando-as como gordura, que é especialmente difícil de queimar e metabolizar.

O tratamento com medicamentos de substituição da tireóide não induz necessariamente à perda de peso, mesmo quando os níveis ideais de hormônio da tireóide são medidos em exames de sangue.

Leia também::: Será que metabolismo lento tem relação com genética?

Perder peso com hipotireoidismo

Se você tem hipotireoidismo, perder peso pode ser um grande desafio. Muitas pessoas pensam que, assim que você começa a tomar medicamentos de reposição do hormônio da tireoide, o peso simplesmente diminui. 

Embora o tratamento possa ajudá-lo a perder parte do peso que você ganhou, é preciso planejamento, trabalho árduo, dieta, exercícios e dormir o suficiente para perder alguns quilos.

Outro passo para perder peso é determinar sua própria taxa metabólica basal (TMB). Isso pode ajudá-lo a avaliar seu metabolismo e orientá-lo a chegar a uma meta de ingestão calórica por dia.

Dieta

Uma dieta ideal minimiza carboidratos e açúcares simples e concentra-se em proteínas magras e vegetais. Um plano alimentar para hipotireoidismo pode mantê-lo no caminho certo em termos de metas de calorias.

Exercício

Os exercícios também podem ajudá-lo a perder peso. Por exemplo, as diretrizes atuais recomendam que os adultos façam 150 minutos de exercícios moderados e duas sessões de fortalecimento muscular por semana. 

No entanto, as pessoas com hipotireoidismo podem precisar ir além dessas recomendações para perder peso.

Dormir

A privação do sono está fortemente ligada ao ganho de peso, e essa associação é clara se você tem doença da tireoide ou não. Ou seja, ter um sono reparador suficiente regularmente pode ajudar a prevenir o ganho de peso e ajudá-lo a manter o peso baixo.

Leia também::: Estilo de vida saudável aumenta tempo sem doença em até 10 anos

A importância da mudança de hábitos

Para mudar essa relação entre hipotireodismo e ganho de peso, a mudança de hábitos também é essencial. Ter uma vida mais ativa somada às dicas que dei acima é um excelente primeiro passo.

Apenas colocar a culpa do seu ganho de peso à sua condição genética não o levará a lugar algum. Mas cabe a você mudar essa realidade e encontrar formas de manter um peso saudável. Isso fará bem para seu corpo e mente, pode ter certeza!

Portanto, mudar essa relação entre hipotireodismo e ganho de peso não requer também muito dinheiro, tempo e outras desculpas que podem surgir. Dito isso, o primeiro passo pode ser justamente assistindo ao vídeo que posto abaixo. Vamos lá?!

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.