Sono ruim e má nutrição estão relacionados, aponta estudo

Sono ruim e má nutrição estão relacionados, aponta estudo

Você já sentiu que algum alimento interfere no seu sono de forma negativa? Ou, quando dormiu mal, sentiu desejo de comer alimentos nada saudáveis?

Sono e alimentação são duas das principais necessidades fisiológicas. Isso significa que não podemos viver sem ambos. Também quer dizer que os momentos de alimentação e sono regem o que chamamos de ciclo cardiano.

Já falei em diversas oportunidades sobre o tema. Inclusive, sobre a relação entre a alimentação e a insônia que você confere neste artigo.

Hoje, trago um estudo bastante recente que explora as conexões entre sono ruim e má nutrição. Ao final deste artigo, você vai saber quais nutrientes são indispensáveis para um sono de qualidade e também como dormir ajuda seu organismo a aproveitá-los.

Sobre o estudo

A pesquisa foi realizada nos Estados Unidos com base nos dados do National Health and Nutrition Exame Survey (NHANES). Em uma análise das informações disponíveis, ficou comprovado que pessoas que mantém menos de sete horas de sono diários também consumiram menos quantidades de vitaminas A, D e B1.

O estudo também observou que os participantes contavam com menores taxas de consumo de magnésio, niacina, cálcio, zinco e fósforo.

Outra importante constatação foi de que mulheres sofrem mais problemas de sono quando faltam nutrientes em seu organismo, se comparado aos homens.

Por isso, elas precisam ainda mais de acompanhamento nutricional. Quando a alimentação e a suplementação não dão conta de suprir todos os nutrientes, o sono da mulher tende a ser de qualidade pior que do homem.

Essa pesquisa foi apresentada na reunião anual da American Society for Nutrition, em Baltimore. A estimativa é que pelo milhões de pessoas sofram com a deficiência de pelo menos um nutriente em todo o mundo.

Melhorar a alimentação para melhorar o sono

Dormir mal faz que você sinta desejo por alimentos com açúcar e carboidratos. Este é um fato já comprovado, com amplos e profundos estudos. Estamos falando de um consenso entre a comunidade científica.

A novidade que este estudo traz é a relação contrária: a alimentação de má qualidade impacta negativamente na qualidade do sono. E isso não acontece apenas quando você come aquela massa pesada na janta após as 19 horas.

O estudo sugere que indivíduos com dificuldade para dormir, ou com tempo de sono mais curto, possam ser beneficiados pela reeducação alimentar.

Alimentação e sono: essenciais para a longevidade

Parabéns por ler este artigo até aqui. Este é um claro sinal da sua preocupação com a saúde, seu bem mais precioso.

Se você deseja viver mais e melhor, deve respeitar o ritmo do seu corpo e seu ciclo cardiano. Isso inclui manter uma alimentação equilibrada e o equilíbrio do sono – pelo menos 8 horas por dia.

Eu espero que apresentar este estudo ajude você a entender a relação entre sono ruim e má nutrição. Todos os alimentos que você consome durante o dia impactam seu sono, porém, são aqueles mais próximos da hora de dormir que mais influenciam.

Por isso, fiz o vídeo abaixo sobre o que comer à noite. Assista e aproveite para se inscrever em meu canal do YouTube.

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.