Médicos têm a mais alta taxa de suicídio dentre todas as profissões

Médicos têm a mais alta taxa de suicídio dentre todas as profissões

O assunto é um tabu, e como tal deve ser quebrado. Silenciar o tema sobre suicídio entre médicos é estimular que o problema continue. Muitas religiões tratam como um pecado. Falta compreensão sobre o que motiva esse ato.

O estigma das doenças mentais e o preconceito com os tratamentos psiquiátricos é o caminho natural para essa tragédia. O preconceito com esses problemas em meio dos profissionais da medicina é alto, apesar do seu conhecimento sobre as doenças mentais e sobre as consequências trazidas pela falta de tratamento.

Os médicos experimentam em toda a sua formação e, depois, em sua rotina de trabalho, fatores de estresse que desencadeiam problemas mentais e emocionais. Por isso, os índices de suicídio entre médicos serem mais altos que entre outras profissões pode ser uma surpresa para quem é de outras áreas, mas não para quem vive a medicina.

Números do suicídio entre médicos

Nos Estados Unidos, a estimativa é que pelo menos um médico tire sua própria vida a cada dia. A taxa de suicídio entre médicos naquele país é de 28 a 40 a cada 100 mil. Isso é mais que o dobro da média encontrada para outras profissões. Na população em geral, a média é de 12,3 suicídios a cada 100 mil habitantes.

Sabe-se que entre 85% e 90% das pessoas que cometem suicídio contam com alguma doença psiquiátrica. Infelizmente, boa parte dos médicos não procura tratamento, mesmo que os sintomas de depressão estejam presentes em 12% dos médicos e 19,5% das médicas.

Um outro estudo com residentes americanos apontou que o suicídio foi a principal causa de morte entre os residentes do sexo masculino e a segunda causa entre as residentes mulheres. O maior risco foi apontado nos primeiros anos da residência. Entre estudantes, a taxa de desenvolvimento de depressão é de 15% e entre residentes o número sobe para 30%.

As hipóteses de que a dificuldade de transição entre faculdade e residência, as cobranças por resultados e a carga de trabalho foram as causas que mais pesam para esse tipo de situação.

Veja também: Você conhece os fatores de risco?

Principais causas de suicídio entre médicos

Utilizando o MEDLINE e o PubMed, os responsáveis pela pesquisa concluíram que, além das condições de trabalho dos médicos e do preconceito existente em relação aos tratamentos, outros fatores influenciam na quantidade de suicídio entre médicos.

O acesso facilitado ao meios letais é um importante fator que contribui para manter os altos índices. Os próprios médicos, por conhecerem sobre anatomia humana, sabem exatamente como interromper a vida.

Os meios de morte mais utilizados por suicídio entre médicos, de acordo com a pesquisa, são enforcamento e envenenamento.

Esse quadro é tão preocupante que, para vencer esse estigma, organizações nacionais americanas realizam eventos e campanhas para abordar a saúde mental dos bolsistas e residentes.

No Brasil, existe o Centro de Valorização da Vida – CVV. O serviço oferece gratuitamente o ouvido amigo, a compreensão, a empatia, a oportunidade do desabafo a esses profissionais que se disponham a contatar com a instituição.

Como médico, eu entendo o que meus colegas passam em suas rotinas de consultórios e hospitais. Minha recomendação é que procure ajuda e tratamento, sem preocupação com a opinião de outros profissionais e evite a automedicação.

Quero que você viva mais e melhor, principalmente se você for um profissional da medicina. Nossa profissão se mostra cada dia mais importante para que todas as pessoas alcancem mais qualidade de vida, mas em primeiro lugar nós precisamos viver bem.

Por isso, tenho um recado muito importante

A depressão é um dos fatores mais fortes de desencadear casos de suicídio. Essa doença deve ser a mais incapacitante do mundo até 2020, conforme dados da própria Organização Mundial da Saúde – OMS.

Diante desse quadro, devo fazer minha parte enquanto médico. Quero ajudar você e sua família a passar longe da depressão e suas consequências. Por isso, durante o Setembro Amarelo, você tem o Segredos para uma Vida Longa com oferta especial.

Obtenha o Curso Segredos para Uma Vida Longa com R$ 300 de desconto no link abaixo:

Curso Segredos para uma Vida Longa.

Conheça o método para viver com muita saúde e energia.